Arquivo da tag: Comportamento

Qual é o papel do Design de Embalagem, para a percepção de um produto?

Acredito que ninguém escolhe ou compra um produto eletrônico por causa do Design de Embalagem. Nesse caso o Design de Embalagem tem outras funções:

– Ajudar na construção do Brand Equity.

– Ser a entidade responsável pela entrega.

– E, mais recentemente ele é o responsável pela experiência do Unboxing.

Nosso MegaMaster Tio Jobs, sabe disso!

Quando você compra um computador qualquer a primeira experiência que você tem é de confusão, tentando entender qual é o próximo passo para começar a utilizá-lo. Em cada passo a sensação que se tem é de vitória, porque cada passo é uma batalha a ser superada.

Quando você compra algo da Apple as sensações são outras, primeiro você fica espantado e, encantado com o cuidado que o produto é tratado e segundo, a forma que os produtos estão embalados e dispostos fazem você praticamente apenas precisar ligar o computador na tomada.

Essa atenção às sutilezas e detalhes fazem uma grande diferença. O Bom  Design de Embalagem não pode fazer falsas promessas. Mas, ele tem obrigação de refletir, todo o cuidado que foi necessário para o desenvolvimento daquele produto.

Uma boa empresa, muitas vezes não tem um Bom Design.

Um Bom Design, sempre é o reflexo de uma boa empresa.

Abaixo imagens de dois produtos concorrentes. Qual você acha melhor?

Imagens via:

http://www.lovelypackage.com

http://www.thedieline.com

Observando o comportamento…

Observar o comportamento pode render idéias simples e geniais…

Como essa da Designer Giorgia Grazidei:

Será, que a diversão é capaz de mudar o comportamento?

A Volkswagen sueca lançou a campanha “The fun theory”, que consiste em ações no estilo “pegadinhas”, através de “gags” as pessoas são incentivadas a ter um comportamento mais “saudável / responsável”.

Achei a ação bem interessante, mas será que esse tipo de ação, ajuda a vender carros ou mesmo fortalece a marca?

Eles poderiam fazer uma quarta ação, mostrando que é muito mais divertido / saudável / responsável ir para o trabalho andando, de bicicleta ou de transporte público do que ir de carro, rs

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis. Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis. Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Links:
Rolighetsteorin

Thefuntheory

CCSP

Less is more | Menos é mais – Teoria aplicada na embalagem

O conceito less is more | menos é mais, é um dos conceitos mais difíceis de ser aplicado, exige uma habilidade, um grau de refinamento e repertório visual que poucos possuem.

Um bom exemplo disso são os trabalhos all type, para as pessoas com menos repertório e cultura visual parece simples, mas quem já teve a oportunidade de fazer experimentos ou trabalhos com esse conceito, sabe o quanto é demorado e cansativo chegar a um resultado satisfatório. Para os que tem um bom repertório e cultura visual é fácil distinguir um trabalho feito com cuidado/refinamento e outro feito nasco*, o engraçado é que se você mostrar um trabalho bem feito para um leigo e depois mostrar um feito nasco* ele praticamente não vai notar as diferenças, mas se você colocar os dois juntos e perguntar, qual ele mais gosta é quase certeza que ele escolherá o trabalho bem feito, mesmo não sabendo o porquê.

Eu defendo que o bom Design de Embalagem é aquele que consegue traduzir o conceito do produto e da marca.

Essa idéia é confirmanda com uma pesquisa, realizada pelo comitê de estudos estratégicos da ABRE (Associação Brasileira de Embalagem) em parceria com a Research International, os consumidores (pessoas) não separam o **produto da embalagem, eles percebem o **produto e a embalagem como uma única entidade.

Um bom exemplo disso, é o novo produto da Haagen Dazs, o Five Ice cream, o conceito é utilizar apenas 5 ingredientes para a fabricação do sorvete que faz, com que o produto tenha muito menos aditivos artificiais, deixando-o mais “natural”, que é uma tendência de consumo.

O Design das embalagens está excelente, como a maioria das embalagens da Haagen Dazs. Ela preserva a arquitetura da marca e com um layout clean e refinado consegue traduzir com excelência o conceito do novo produto além, de fortalecer o Brand Equity da marca.

* Expressão para “nas coxas” que significa ser feito por pessoas não capacitadas ou ser feito de qualquer jeito, sem cuidado.

•• Não se aplica aos produto de linha branca ex: microondas, geladeira, … .

Simplicidade é a complexidade revolvida. “Constatim Brancusi | Escultor Romeno – retirado do livro A cabeça de Steve Jobs”.

Links:

Haagen Daz Five

Springwise

Know or ever

Inovação política?

Recomendo, recomendo, recomendo, recomendo, recomendo, recomendo e recomendo o artigo do Carlos Merigo no Brainstorm9.

Este é um daqueles cases que vamos cansar de assistir em palestras. Podemos dizer que existe a política antes e depois do Obama.

http://www.brainstorm9.com.br/2008/11/04/barack-obama-o-candidato-que-mudou-mais-do-que-uma-eleicao/

É possível prever o comportamento do consumidor?

Eu acredito que não. O máximo que podemos fazer é buscar informações em todos os meios e analisar os trabalhos realizados pelos institutos de pesquisa e tendências.

Cruzar todas essas informações e utilizar o nosso conhecimento tácito para elaborar e planejar estratégias de novos produtos, serviços e comunicação.

O IBOPE colocou no ar um hotsite com o título o consumidor do século XXI, que está muito interessante.

http://www.ibope.com/consumidor/