Arquivo da tag: Bebidas

Embalagens Colecionáveis – Absolut Unique

O formato da garrafa da Vodka Absolut é um ícone…

A Absolut é um exemplo de como o Design de Embalagem, pode ser um grande veículo de promoção e construção de marca.

Todo ano são lançadas algumas séries com edição limitada, com temas específicos ou com artistas convidados, isso faz com que ela ganhe muita mídia espontânea, além de ter criado uma legião de colecionadores e seguidores da marca.

Mas dessa vez com o projeto – Absolut Unique – ela extrapolou…

Ela fez toda uma re-engenharia da fábrica, para produzir 4 milhões – isso mesmo 4 milhões –  de garrafas diferentes….

Fico imaginando, o quanto “emputecido” ficou o responsável pela fábrica quando viu esse projeto. Por outro lado percebemos como o design é parte fundamental da estratégia da Marca.

Será que os colecinadores vão gostar disso?

Links:

Exame

Feel Desain

Faux Magazine

Popsop

Portal da Propaganda

Anúncios

Del Valle descarta seu principal patrimônio / ativo visual – Alinhamento Global, Cores, Semiótica e Estratégia

Logo após a The Coca-Cola Company ter adquirido a sucos Del Valle, fiquei curioso para ver como eles iriam trabalhar as marcas de sucos no Brasil, já que anteriormente ela tinha comprado a Suco Mais.

Em 2009, a Minute Maid também pertencente à gigante, lançou suas novas embalagens e, junto com elas um estudo com o alinhamento global das suas marcas de suco.

Achei interessante, mas tinha quase certeza que jamais seria implantado, pelo menos aqui no Brasil, na marca Del Valle.

E, eu estava completamente errado pois em Dezembro de 2010, vou ao supermercado e me assusto com as novas Embalagens da Del Valle.

A Embalagem é bonita, muito melhor que a anterior, mas na minha opinião é equivocada… “Deixou de ser Del Valle”.

Lembremos que, quando a mexicana Del Valle, aportou no Brasil ela não teve apoio de propaganda na TV, teve sua estratégia de comunicação pautada na qualidade dos produtos e no Design de Embalagem.

Antes de chegar oficialmente no Brasil, cada sabor tinha uma cor.

A estratégia de Design adotada para o lançamento no Brasil, foi a padronização das cores, criando um  Paredão Vermelho nas Gôndolas. Estratégia que se confirmou vencedora, já que trouxe bons resultados e a matriz mexicana decidiu adotar esse padrão globalmente.

Mudando um pouco de categoria, recentemente a Ambev processou a Cervejaria Petrópolis pelo uso do vermelho… E a Del Valle, aparentemente não deu importância a esse ativo visual, que ela conquistou há muito mais tempo…

Acredito que os profissionais envolvidos nesse projeto da Del Valle, entendam muito mais de estratégia do que eu. Mas, na minha opinião, essa decisão é equivocada e poderá causar perda de market share.

Se fosse na terra do tio Sam, com certeza aconteceria o mesmo que aconteceu com a Tropicana (Veja Aqui).

Quem já teve oportunidade de trabalhar em um projeto de Alimento Global, sabe que em muitos casos não tem o que se fazer, a não ser acatar uma decisão – “Top Down” – que em muitos casos, se mostra míope.

Em uma rápida análise semiótica é fácil identificar que o signo  mais importante da Embalagem é o Vermelho.

O vermelho nesse caso, não agrega significado à marca, mas ele é o indicador, o sinalizador, o identificador da presença da marca nas Gôndolas. Pode até ser considerado o repositório ou receptáculo dos significados agregados à marca.

Se você puder observar no P.D.V  –  é importante fazer esse exercício – fique ali na categoria de sucos observando as pessoas e vai perceber a confusão que essa mudança está causando.

Resumindo, a Del Valle conseguiu uma coisa que muitas marcas querem, mas poucas conseguem, que é agregar um signo – a cor vermelha – ao Patrimônio/Ativo Visual da Marca, ser “dona” de uma cor e aparentemente descartou essa conquista…

Agora ela corre o risco de não ser mais percebida como “Del Valle”

Refrigerante com Leite?

A Coca-cola acaba de lançar o Vio, leite com água gaseificada e com aromas de frutas, que eles estão posicionando como Vibrancy Drink.

Será que é bom?

Picture 2

Links:

Vio

Veja

Design de embalagem com movimento

Não se trata de nenhuma tecnologia revolucionária e sim de observação e criatividade.

Picture 4

Trabalho da Pemberton & Whitefoord para a Bambarria. A idéia é bem simples, utilizar rótulo e contra-rótulo (no label look) para criar a ilusão do movimento.

Links:

EmbalagemMarca

Pemberton & Whitefoord

Vinho sem glamour é negócio?

Uma das características que eu acredito ser a mais interessante no vinho é o Glamour.

Quando vejo algum Sommelier ou apreciador de vinhos, fico encantado com a forma com que eles tratam a bebida, um verdadeiro ritual.

A empolgação e a emoção com que eles contam a história do vinho, da região onde foi cultivado, das uvas, do vinicultor, dos aromas e a forma de combinar o vinho com determinado tipo de prato, torna essa prática uma arte.

Em muitos casos a combinação certa do vinho com o prato, valoriza o sabor de ambos, da mesma forma, uma combinação errada pode comprometer o sabor.

A Wine That Loves inova ao oferecer Vinhos, em que o Design de Embalagem informa que aquele vinho é para tomar com determinado prato. Os vinhos foram desenvolvidos pelo Sommelier Ralph Herson,

picture-21

Falando do Design de Embalagem, eles rompem totalmente com a linguagem visual da categoria, que normalmente utiliza uma linguagem mais sofisticada e tradicional.

Fico na dúvida se esse posicionamento vai ser o responsável pelo sucesso ou fracasso da Wine That Loves. E você o que acha?

Nova identidade visual da Pepsi – “O retorno”

Já escrevi um pouco sobre a nova identidade visual da Pepsi neste post:   http://tinyurl.com/9sowzh

Provavelmente para muitos esse assunto já caiu no esquecimento, como acredito que um bom Projeto de Design e Branding nunca termina, e que a hora da “verdade” é quando o projeto é lançado no mercado e os consumidores começam a dar o feeback, decidi tentar acompanhar esse case.

Como já disse em um post anterior: http://tinyurl.com/9sowzh, achei interessante a forma como eles começaram a divulgar a nova marca.

Ontem perdi alguns minutinhos no site:

picture-2

Não achei nada de inovador, mas o site está bem interessante. Vale a pena perder alguns minutinhos explorando os canais do site, que inclusive tem um canal que conta um pouco da história da Pepsi “Pepsi Legacy”, tem um “pdf” para baixar, com uma falha, na página de evolução da marca esqueceram de incluir o design da última marca.

picture-3

No Brasil foi lançada uma campanha que explora o conceito “Questione. Mude. Beba Pepsi”, bem que eles poderiam ter aproveitado essa campanha para apresentar a mudança da Identidade Visual.

Só o consumidor poderá dizer se essa mudança é boa ou ruim, como disse o “mestre Jobs” só podemos ligar os pontinhos olhando para o passado, o que quero dizer é que independente do resultado que essa mudança irá trazer só poderemos entender as razões para o sucesso ou fracasso analisando o que foi feito.

Não li em nenhum lugar uma crítica positiva sobre a mudança.

Confesso que quando vi a nova marca fiquei chocado, mas conforme foram aparecendo a embalagem, o video e depois o site, minha opinião começa a mudar.

Observando o trabalho como um todo, consigo enxergar a nova estratégia e posicionamento. Aqui se aplica o conceito da Gestalt, onde a percepção se dá pelo todo e não por suas partes. Estou ansioso para saber os resultados que essa mudança irá trazer para Pepsi.

E você o que acha? Deixe seu comentário.

ps: Olhem para o “e” do novo logotipo, ele preserva a “onda” do símbolo antigo. Será que foi proposital?

Em que uma latinha de coca-cola pode se transformar?

Depende da sua imaginação.

Não sei se a Coca-Cola é uma empresa “realmente” preocupada com a sustentabilidade. Mas esses anúncios com simplicidade, expressam muito bem o conceito de que a criatividade auxília na sustentabilidade.

Como virou moda, o consumidor gerar conteúdo para marca, bem que eles poderiam ter disponibilizado o “template” do anúncio e convidar seus consumidores a desenhar e “transformar” a latinha, mas seria um grande risco porque com certeza iriam ter manifestações não muito positivas para a marca.

Podemos utilizar essa “idéia” com a latinha ou com outros objetos e formas para exercitar e extimular a criatividade. Um ótimo exercício para crianças e adultos.

cokeclassic11

cokeclassic21

cokeclassic3